Museu do Futebol usa tecnologia e interações

Inaugura dia 29 no Estadio do Pacaembu, o Museu do Futebol e muitas atrações usam tecnologia e interatividade. 

Com orçamento de 32,5 milhões de reais, o museu é uma iniciativa do Governo do Estado e da Prefeitura de São Paulo, com realização da Fundação Roberto Marinho.

Um ambiente com nove telas de vidro que projetam sucessivas fusões, em câmera lenta, dão a impressão de que os jogadores estão flutuando. Para criar esse efeito, o engenheiro Peter Lindquist  importou da Suécia o software Watchout, fabricado pela empresa Dataton. Já as telas holográficas transparentes são de origem espanhola.

A sala Jogo de Corpo reúne atividades interativas, como um filme 3D do qual o jogador Ronaldinho Gaúcho é o protagonista. A sala tem também o chute a gol, no qual o visitante simula um pênalti. Entre a parede e a tela de projeção das imagens, que fica atrás da trave, há vários sensores acionados assim que a bola atinge a tela. O software determina a posição e a velocidade do chute. Depois, o visitante pode obter a imagem virtual de seu pênalti no site do Museu : http://www.museudofutebol.org.br/

Fonte: IDG NOW.

Anúncios
Esse post foi publicado em interativa, Multimidia, Tecnologia e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s